Lady Gaga em São Paulo: a gente te conta o que rolou

Com meia hora de atraso, as 21h em ponto as luzes do estádio do Morumbi se apagaram e minutos seguintes, em meio a batidas fortes, Lady Gaga adentrava o palco em cima de um cavalo negro cenográfico seguido por dançarinos carregando bandeiras com a palavra “goat” (cabrito, em inglês). Era ela, Mamãe Monstro finalmente tinha começado o seu show aqui em São Paulo, para alegria de todos os little monsters presentes.

A música de entrada foi Highway Unicorn, seguida de Government Hooker, mas foi quando a excêntrica cantora cantou Born This Way que o público se deu conta de que o espetáculo a parte, que é o show de Lady Gaga, tinha definitivamente começado. “Bem vindos ao Born This Way Ball”, disse.

O show teve de tudo o que a gente sempre viu Gaga fazer. A começar pelo palco inusitado em forma de castelo medieval que era o cenário onde aconteceu toda a perfomance. Fora isso, o de sempre: simulação de sexo em cima da moto com uma de suas dançarinas, figurinos para lá de ousados e irreverentes (inclusive o de carne sintética), o ovo gigante e muito bate cabelo rosa.

Além das músicas do segundo disco da cantora, “Born This Way”, Gaga também cantou os hits do início da sua carreira, que eram os que mais animavam o púbico, como “Just Dance”, “Poker Face”, “Paparazzi”, “Bad Romance” “Alejandro”, entre outros.

O que mais impressionava, além da rápida troca de roupas (que foram muitas), era o fato de que a cantora surpreendia o público a cada música com alguma coreografia, interpretação ou efeito diferente, fazendo com que o show, mesmo para aqueles que não eram fãs, fosse de fato interessante e chamativo.

Amor pelo Brasil declarado

Os momentos mais legais do show eram quando Gaga parava para interagir com o público e soltar elogios e mais elogios ao nosso país. “O Brasil é o futuro”, disse ela logo no início da apresentação.

Em todo o show a mamãe monstro foi bem fofinha e atenciosa com todos os fãs.  Ao fazer um discurso, antes de tocar “Hair”, ela recebeu uma caixa com a mensagem escrita “abra agora”. Ao abrir, Gaga desabou em lágrimas com a carta de um fã que agradecia a cantora pelo show. Em seguida, ela escolheu três fãs que subiram ao palco e sentaram do ladinho dela enquanto cantava “Hair”, ainda emocionada.

Por falar em fã, um deles acabou ganhando o desafeto de Gaga. A cantora foi atingida por um objeto enquanto conversava com os três fãs escolhidos por ela. “Isso não se faz, mas eu estou bem”, disse em tom nervoso e logo seguiu a apresentação.

A declaração de amor por São Paulo veio com a música “You and I”, em que ela cantava “São Paulo and I”. “É minha primeira vez no Brasil. Eu estou sentindo a mesma energia que senti no Rio. Não haverá mais barreira entre nós São Paulo”, declarou.

Para finalizar o show, Gaga não poupou os corações dos fãs e chamou ao palco mais cinco little monsters escolhidos a dedo para dançar e pular com ela ao som de “Marry the Night”.

E a conclusão é…

Lady Gaga sabe o que é fazer um show. Com inúmeras trocas de roupas, coreografias, efeitos, iluminação e uma voz de cair o queixo, “The Born This Way Ball” é muito mais do que um show, é um espetáculo estrelado por uma loira que se entrega a cada a música que apresenta. Seja pelo estilo latino de “Americano”, pela voz de “Edge of Glory”, ou pelos gritos e dancinhas de “Telephone”, Lady Gaga é o show e é o espetáculo que merece ser aplaudido de pé.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s